Home » , » Defesa Holandesa - Parte 2

Defesa Holandesa - Parte 2

Postado Por Paulo Henrique de Faria em 29 de fevereiro de 2012 | 18:10

Segue novos exemplos de partidas, na Defesa Holandesa, jogada com maestria por grandes nomes do xadrez mundial, um dos exemplos de hoje foi produzido por Alexei Shirov (foto). Assim como a parte 1 da Defesa Holandesa esse post originalmente foi elaborado para ajudar um amigo a se preparar com as pretas para um campeonato de categorias e a entender um pouco mais da posição e ideias típicas. Agora compartilharemos com o leitor para que possa apreciar e também fazer uso em suas aulas:



Shirov, A - Bareev, E
Zonal Lvov, 1990
Defensa Holandesa [A87]

1.Cf3  f5  2.g3  Cf6  3.Bg2  g6  [As pretas utilizam-se da denominada Variante Leningrado da Defensa Holandesa, que guarda certa semelhança com  a  Defesa  India  do  Rei, mas já com o avanço ...f5. A alternativa  seria  jogar  3...e6  para  logo escolher entre colocar o peão em d6 ou em d5.] 4.0-0 Bg7 5.d4 0-0 6.b3 [ Um desenvolvimento modesto a primeira vista, mas com seus venenos. A continuação mais comum é 6.c4  d6 7.Cc3]  6...d6  7.Bb2  c6  [Também pode-se jogar 7...De8  com ideia  de  realizar rapidamente o avanço ...e5.] 8.Cbd2 Ca6  9.c4 e5 10.dxe5 Cd7 [Também é possível 10...Cg4  que  normalmente  traspõe a mesma posição.] 11.Ba3!? [Preparando um interessante  sacrifício  de qualidade cuja principal ideia é dominar a grande diagonal a1-h8 que leva diretamente ao roque preto.] 11...Cxe5 12.Cxe5 Bxe5 13.Cf3!? [Esta é a ideia das brancas, que força a aceitar o  sacrifício.  Depois  de  13.Tc1 Da5  14.Cb1  Td8  as pretas  não  tem dificuldades.] 13...Bxa1 14.Dxa1 [As  brancas sacrificaram a qualidade sem obter nenhum peão em troca. Somente a força do bispo de casas pretas dominando a grande diagonal serve como compensação. Na realidade não é fácil assegurar que isso seja de todo suficiente, mas neste tipo de sacrifícios conta muito a intuição e o psicológico de quem ataca e defende. Apesar do bom resultado alcançado nessa partida em posteriores ocasiões em que utilizaram a ideia as brancas em muitos casos não obtiveram êxito. Mesmo assim não podemos afirmar que seja ruim e também porque Shirov utilizou outras vezes esse sacrifício de qualidade ( em uma partida  de ritmo rápido) as  pretas escolheram  outra  disposição defensiva  com 14...De7 15.Dd4 c5 16.Dc3 h6 17.Bb2 Rh7  e após 18.Td1  Cc7  19.Txd6  as brancas  ganharam  um  peão pela  qualidade, 19...Ce8  20.Td5  Be6  21.Te5  Td8  as pretas  conseguiram completar  seu desenvolvimento e  terminaram  ganhando,  apesar desse momento da partida a qualidade já ter compensação. A derrota de Shirov foi após um sério erro 22.De3  Td1+  23.Bf1  Cg7  24.Txc5?  (devia jogar 24.Dxc5  )  e levou o golpe 24...f4! 25.gxf4 Bh3 Shirov,A - Reinemer,F. Frankfurt,  1996]  15.Td1  [Em  uma  partida Sasikiran,K  -  Soman,S.  Campeonato  da  India 1999,  as  brancas  jogaram  15.Dc1  De7 16.Bb2 Ce4  chegando a uma situação similar a da partida que analisaremos, 17.h4  Bd7  18.Td1 Tae8  19.Cg5  Cf6  e as pretas,  com  seu cavalo em f6 conseguiram se defender e ganharam a partida] 15...Df6 16.Dc1 De7 17.Bb2 Ce4 [Parece natural, mas com a jogada seguinte as brancas impedem a ida do cavalo a “f6”  que é uma das jogadas de segurança das pretas ao bloquear a  diagonal. Por isso era  interessante  escolher outra  rota  com 17...Cd7!?]  18.De3  Ameaçando  19.Cd2. 18...Be6  [18...Te8  não  serve  por  19.Dd4] 19.Dd4 Rf7 [Única, pois as pretas começam a  ter  problemas  com a colocação de suas peças. 19...Tf6 era ruim por  20.Cd2  c5  21.De3  Taf8  22.Bxe4  fxe4 23.Bxf6  Dxf6  24.Cxe4  De5  25.Txd6] 20.h4!  Para  apoiar um  eventual  salto  do cavalo a g5. 20...Tad8? [Esta jogada deixa as  brancas  com  uma  clara  compensação pela  qualidade.  Tampouco  era  bom  20...c5  21.De3  Tfe8  22.Cg5+!;  A  melhor  defensa, segundo o próprio  Bareev,  era  20...Re8  e  se 21.Cg5 d5 22.Bxe4 fxe4 mas em lugar da continuação sugerida por  ele  sugerida  23.De5  Ag8, as  brancas  conseguem  vantagem  com  23.Ba3 Dxa3  24.Cxe6;  Talvez  20...d5  era preferível, onde então as brancas podem  recuperar a  qualidade se desejarem mediante  21.Dg7+  Re8  22.Dxe7+  Rxe7 23.Ba3+  Rf6  24.Bxf8  Txf8  com  boas possibilidades  de  igualdade. É possível que as brancas devam manter a pressão com 21.Cg5+  Cxg5  22.hxg5.]  21.Cg5+  Cxg5 22.hxg5  Td7  [Evidentemente  22...Dxg5  23.Dg7+  Re8  24.Dxb7  é ruim para as pretas.;  22...d5  23.c5  tampouco  seria satisfatório para as pretas. Poderia seguir 23...Td7  24.f4 Dd8 25.Td3 seguido  de Te3 e a defesa  das  pretas  seria difícil. Evidentemente  suas  torres  tem poucas perspectivas de obter linhas abertas, assim que  seu  valor  não é maior que o dos bispos brancos.] 23.f4 Dd8 24.Rf1 [Evitando a troca de  damas  que as pretas  ameaçavam  com ...Db6.  24.Dxa7 permitiria  a  reação ...d5.]  24...c5  [Se 24...d5 as brancas respondessem com 25.c5  como no comentário  anterior. Agora também o bispo de casas brancas começa a ter excelentes perspectivas]  25.Dc3 Te7?  [Um  erro  que  perde  um  importante peão,  apesar de já não se ver uma adequada defesa. Após  25...De7  26.Td3  Re8  27.Te3;  25...Re8  26.Td3  os  problemas  das pretas  não  são  fáceis  de  serem resolvidos.] 26.Bxb7!  Db6  [Se  26...Txb7  27.Dg7+] 27.Bf3 a5 28.Td3 A  ameaça  Te3  seguida  de  Bd5  obriga  as pretas  a  tomar  medidas  urgentes. 28...a4  29.bxa4  Da6  30.Te3  Re8  [Não serve  30...Dxc4  31.Df6+  Re8  32.Bc6+]  31.Db3!  Rf7  [31...Dxc4  32.Bc6+  Rf7  33.Txe6!] 32.Bf6 Tee8 33.Txe6!  Outra  entrega  de qualidade, neste caso se trata de eliminar uma peça boa que defende,  que  rompe  a  resistência das pretas.  33...Txe6  [33...Rxe6 34.Bb7 Da7 35.Db5 ganhando.] 34.Ad5 Os dois bispos  são  mais  fortes  que  as  torres pretas. As  ameaças  são imparáveis. 34...Tfe8  35.a5!  Rf8  36.Bxe6  Txe6 37.Db8+ Rf7 38.Dc7+ 1-0

Partidas extras e clássicas: 
Flohr,S  -  Kotov,A 
Moscú,  1949

Defensa Holandesa [A98]

1.d4  e6  2.c4  f5  3.g3  Cf6  4.Bg2  Be7 5.Cf3  d6  6.0-0  0-0  7.Cc3  De8  8.Dc2 Dh5  9.b3  a5  10.Bb2  Ca6  11.Tae1  c6 12.a3  Bd8  13.e4  e5!?  14.dxe5  dxe5 15.Cxe5 Cc5 16.b4 Ccxe4 17.Cxe4 fxe4 18.c5  Be6  19.Bxe4  Cxe4  20.Txe4  Bd5 21.Te2  axb4  22.axb4  Bf6  23.f4  Ta2 24.Tef2  Tfa8  25.Dd3  T8a4  26.g4  Dh4 27.Df5 Ta8 28.g5 Dh5 29.h3 h6 30.Cd3 Axb2 31.Cxb2 T2a3 32.Rh2 Te3 33.Tg1 Be6 0-1

Kmoch,H - Alekhine,A [A80]

Semmering, 1926
Defensa Holandesa [A80]

1.d4  f5  2.Dd3  d5  3.Bf4  e6  4.Cf3  Cf6 5.e3  Bd6  6.Be2  0-0  7.Ce5  c5  8.c3  Cc6 9.Cd2  Dc7  10.Cdf3  Cd7  11.Cxd7  Bxd7 12.Bxd6  Dxd6  13.0-0  c4  14.Dd2  b5 [14...e5  15.dxe5  Cxe5  16.Cxe5  Dxe5 17.Bxc4;  14...f4  15.exf4  Txf4  16.Ce5  Taf8 17.g3  T4f6  18.f4]  15.Ce1  g5  16.f4  g4 17.b3  Tfb8  [17...Ca5  18.b4  Cb7  19.Bd1] 18.Cc2  a5  [18...cxb3  19.axb3  a5  20.c4] 19.bxc4  bxc4  20.Tfb1  Ca7  21.De1  Ba4 [21...Cb5 22.a4] 22.Bd1 De7 23.Dd2 Cb5 24.Tb2 Tb7 [24...Cd6 25.Dc1 Ce4 26.Tab1 Dc7] 25.Tab1 Tab8 26.Be2 h5 27.g3 h4 28.e4 Cd6! 29.Txb7 Txb7 30.Txb7 Dxb7 31.Dc1  Cxe4  32.Ce3  hxg3  33.hxg3 Cxg3 34.Rf2 Ce4+ 0-1

©Conteúdo protegido por direitos autorais. Texto produzido pela equipe Xadrez Batatais. Imagens e informações coletadas a partir das fontes acima citadas. Todos os direitos reservados.
Plágio é crime. Se deseja reproduzir essa postagem em seu blog/site, por favor entre em contato antes através do e-mail contato@xadrezbatatais.com

Todos os exercícios e materiais didáticos estão disponíveis gratuitamente em nosso site. No entanto, para manter nosso site, bem como desenvolver tais materiais, utilizamos diversos recursos próprios e financeiros. Assim, se apreciar nossos materiais e quiser nos ajudar, aceitamos doações de qualquer quantia para continuarmos nosso trabalho e desenvolver ainda mais materiais.



Compartilhe este artigo :

Postar um comentário