Home » , » Kasparov, "Máquina dos tabuleiros!"

Kasparov, "Máquina dos tabuleiros!"

Postado Por Paulo Henrique de Faria em 9 de janeiro de 2012 | 19:04

Este post é uma das novas propostas do XadrezBatatais, levar aos leitores partidas brilhantes dos grandes campeões mundiais. Nada mais justo lembrar daquele que consideramos o maior de todos, uma "Máquina dos tabuleiros", Garry Kasparov. A partida a seguir foi considerada como a melhor de sua época, advinda do segundo encontro entre Karpov e Kasparov pelo título mundial. Kasparov de pretas planejou um original gambito na Defesa Siciliana, que o deixou com um jogo mais livre, e assim asfixiou pouco a pouco a Karpov, até chegar em um arremate tático propiciado pela má coordenação das peças brancas. É um belo exemplo não só do nível dos dois duelantes, mas também da grande rivalidade e história que criaram juntos, K x K.




Precisa dizer mais o quê? Kasparov aos 22 anos em grande ascensão chegaria ao título mundial naquele ano... Esta partida será parte da nova proposta de materiais, partidas comentadas dos grandes campeões mundiais.

Saiba agora um pouco mais da vida do campeão dentro e fora dos tabuleiros:

Um pouco mais da vida do grande campeão, nasceu em Baku, de uma mãe armênia e um pai judeu
dia 13 de abril de 1963 é um Grande Mestre de Xadrez e ex-campeão mundial. É considerado por muitos o maior enxadrista de todos os tempos.
Kasparov foi o jogador mais novo a se tornar campeão mundial de xadrez em 1985, quando tinha 22 anos. Manteve o título mundial oficial da Federação Internacional de Xadrez até 1993, quando uma disputa com a FIDE levou-o a criar uma organização rival, a Professional Chess Association (PCA). Continuou a vencer o Campeonato Mundial de Xadrez Clássico até ser derrotado por Vladimir Kramnik em 2000. Garry também é largamente conhecido por ser o primeiro campeão mundial de xadrez a perder uma partida para um computador, quando perdeu para o Deep Blue em 1997.
Ele anunciou sua aposentadoria do xadrez profissional em 10 de março de 2005, para dedicar seu tempo à política e à escrita. Formou o movimento United Civil Front, e tornou-se membro do The Other Russia, uma coalizão de oposição à administração de Vladimir Putin. Ele foi candidato para presidente nas eleições de 2008, mas depois desistiu. Embora altamente considerado, no Oriente, como um símbolo de oposição a Putin, o apoio de Kasparov na Rússia era fraco.
Em 14 de abril de 2007 Kasparov foi preso com quase outras 200 pessoas ao participar de um protesto contra o Kremlin, e ficou detido por cerca de dez horas, além de ter sido multado em mil rublos. Em novembro do mesmo ano, foi novamente preso, em um protesto contra Vladimir Putin e ficou detido desta vez por cinco dias.



Referências Bibliográficas

La pasión del ajedrez, p.95-96

Acompanhem também:

Compartilhe este artigo :

Postar um comentário